Encontro realizado na manhã da última quarta-feira (19) reuniu mais de 50 pessoas de todo o Paraná, entre presidentes de Cresems, gestores e apoiadores
O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/PR) sediou na manhã da última quarta-feira (19) uma videoconferência para o debate das necessidades relativas à Saúde de todo o Estado. Promovida em parte de forma remota, o encontro reuniu cerca de 50 pessoas de todo o Paraná, entre presidentes dos Conselhos Regionais dos Secretários Municipais de Saúde (Cresems/PR), gestores e apoiadores. Além de integrantes do corpo diretivo do Cosems/PR, quem participou presencialmente do encontro trazendo as demandas da 7ª Regional de Saúde foi o secretário municipal de Saúde de Mangueirinha/PR e vice-presidente do Cresems/PR da 7ª Região, Ivoliciano Leonarchik, que atualmente também responde pela vice-presidência do Cosems/PR.
“Como representante desta que é uma relevante região do nosso estado, viemos ao encontro com o intuito de encontrar respaldo e dar prosseguimento para as demandas que nos sãos imprescindíveis. E com o espaço e auxílio que o Cosems/PR nos tem proporcionado, vamos continuar avançando”, comenta Leonarchik.
Na oportunidade, o Secretário trouxe para o debate temas relevantes para a sua regional, situações referentes a como se darão a realização de consultas, exames e cirurgias eletivas que ficaram paralisadas durante a pandemia, além de solicitar um posicionamento dos entes governamentais com relação a volta às aulas. Informações sobre o regramento para o pagamento de serviços contratualizados pelo Estado e uma maior clareza referentes à aquisição de EPI’s por parte do Estado e de como está sendo definida a logística para a entrega aos municípios também foram solicitadas.
Composta atualmente pelos municípios de Bom Sucesso do Sul, Chopinzinho, Clevelândia, Coronel Domingos Soares, Coronel Vivida, Honório Serpa, Itapejara d’Oeste, Mangueirinha, Mariópolis, Palmas, São João, Saudade do Iguaçu, Sulina e Vitorino, além de Pato Branco, que é cidade polo, a 7ª Regional de Saúde representa hoje mais de 240 mil paranaenses.
O debate referente ao tema COVID-19 também ocorreu.  O Secretário solicitou a ampliação das discussões sobre o desenvolvimento e aquisição da vacina para o combate da doença.
“Como gestores, estamos sempre sendo indagados diante o tema, mas temos observado que a discussão tem ficado somente no âmbito da Casa Civil. Precisamos estar mais inteirados”, cita. A criação de uma cartilha com resoluções de Saúde para cada categoria dos profissionais da Saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia e a adoção de estratégias para o enfrentamento da doença em áreas indígenas do Estado também foram debatidos.
“O Paraná possui 31 municípios detentores de áreas indígenas. Só na região que representamos são cinco as cidades que possuem esta demarcação. Através do Cosems/PR, contamos com o apoio da Secretaria de Saúde do Estado (SESA/PR) e da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) para que possamos ser certeiros no embate a este inimigo comum”, relata.
Leonarchik conclui relatando que, independente das fragilidades que acometem o Paraná quando o assunto é a Saúde, o trabalho realizado pelos gestores em parceria com o Conselho vai continuar gerando frutos.
“Agradeço ao Consems/PR na pessoa do nosso presidente Carlos Andrade, profissional que tem sido sensível ao momento que nós gestores e as nossas localidades temos vivido. Temos a necessidade de ser ouvidos e expor nossas aflições, e o Cosems/PR tem proporcionado este espaço primordial para que possamos debatermos acerca do que mais interessa, que é o atendimento ao nosso cidadão. Voltamos para as nossas casas satisfeitos, sabedores que essa articulação do Conselho junto à Sesa vai continuar gerando frutos em prol do povo paranaense”, finaliza.